Dólar alto favorece empregos no setor calçadista de Jaú

O dólar valorizado em relação ao real favorece as exportações do calçado brasileiro, colaborando para criação de postos de trabalho e manutenção da renda do trabalhador(a) calçadista de Jaú.

A tendência da moeda norte-americana é se manter em alta, explica Adriana Marcolino, consultora técnica do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócioeconômicos (Dieese).

Esta análise de conjuntura estimulou o debate entre sindicalistas do setor do vestuário promovido pelo Ramo Vestuário da CUT em SP, realizado pela CNTV/CUT, na terça-feira (23 de fevereiro). Os diretores do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Calçados de Jaú Miro Jacinto e Flávio Coutinho participaram da discussão de conjuntura econômica e projeções para as campanhas salariais deste ano.

Adriana defende que produzir mais é a palavra de ordem para o setor produtivo calçadista. “O movimento sindical precisa construir propostas positivas junto aos patrões e governo”, alerta.