Dilma e aliados preparam nova ‘Carta ao Povo Brasileiro’

Às vésperas da etapa de avaliação da auditoria contábil das contas da presidenta afastada Dilma Rousseff pela comissão especial do impeachment, que consiste em uma nova fase dos trabalhos de apreciação do processo de afastamento de Dilma, o PT e grupos vinculados a movimentos sociais que apoiam a presidenta voltaram a falar na nova versão da “Carta ao Povo Brasileiro”, que será divulgada ao final da votação do processo, pelo Senado.

Segundo o presidente nacional do PT, Rui Falcão, que participou de um encontro com a presidenta na última semana, ao lado de ex-ministros, parlamentares e outros integrantes do diretório nacional do partido, Dilma fez uma apreciação sobre a conjuntura política do país, as razões que levaram ao seu afastamento, as possibilidades de ela retornar ao Palácio do Planalto e os novos compromissos a serem assumidos por sua gestão, deste período em diante (após a sessão final do impeachment).

Tais compromissos devem ser divulgados por meio da “Carta”, mas quatro propostas ainda terão de ser examinadas previamente pelas legendas que a apoiam e pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo. Na opinião de assessores e ex-ministros próximos da presidenta, a “Carta” trará propostas concretas para Educação, Saúde e continuação plena de programas como o Minha Casa, Minha Vida, além de mudanças na área econômica que levem em conta o que deseja a sociedade, como regras na Previdência discutidas com os trabalhadores, e a reforma política.

Anúncios