Governo provisório quer travar o Brasil por vinte anos

A medida tem prazo de 20 anos e mudanças só poderão vigorar a partir do 10º ano. Em entrevista coletiva, concedida nesta terça-feira (5), a líder da Minoria na Câmara, deputada Jandira Feghali (RJ), declarou ser contrária à matéria. Para ela, a PEC 241/16 significará a contenção dos limites de custeio e investimento.

O governo interino justifica a medida como necessária para mostrar ao mercado que há uma política de rigidez nos gastos públicos. A intenção é que a proposta seja aprovada no Congresso Nacional o mais rápido possível para que o novo cálculo para os gastos públicos já seja aplicado em 2017.