Temer impede avanço de medidas contra a corrupção

O presidente interino, Michel Temer, deu aval à retirada da urgência na tramitação do pacote de medidas anticorrupção de Dilma Rousseff, informou na noite desta terça-feira (5) o líder do governo na Câmara, André Moura (PSC-SE).

O pacote, lançado em março de 2015 como resposta às manifestações de rua, é composto por três propostas: criminalização de caixa dois em atividades ilícitas nas contas de partido político ou campanha eleitoral; alteração do Código de Processo Penal para incluir medida cautelar de indisponibilidade de bens, direitos e valores obtidos com recursos de origem ilícita; tipificação do crime de enriquecimento ilícito de funcionários públicos, inclusive políticos.

Anúncios