Em dois meses, Temer gasta R$ 8,6 bilhões a mais do que o previsto

Para o peemedebista, a proposta de diminuição dos dispêndios passa pelo corte de programas sociais e de direitos trabalhistas, como a aposentadoria. Na parte dos programas sociais, o presidente interino já ameaçou diminuir a quantidade de casas ofertadas pelo programa Minha Casa, Minha Vida e tem reduzido bolsas de estudos de jovens que estão fazendo intercâmbio por meio do Ciência Sem Fronteiras.

O governo também está arrecadando menos impostos, o que parece ser um sintoma da crise. O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, ainda afirmou que usará R$ 16,5 bilhões da reserva do Orçamento. A equipe econômica de Temer já avalia que o governo não conseguirá cumprir a meta fiscal.

Anúncios