Campanha do Agasalho 2016 arrecada menos peças do que em 2015 em Jaú

Chega ao fim a Campanha do Agasalho 2016 com um saldo de 24.791 peças doadas no período de 17 de maio a 10 de agosto, número menor do que as cerca da 32 peças arrecadadas nos 3 meses de campanha em 2015.

No balanço da prefeitura, se arrecadou um número suficiente de peças a fim de atender as necessidades das pessoas menos favorecidas e ainda os assistidos pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, moradores de abrigos e entidades de Jaú.

Lançada oficialmente em 17 de maio, a Campanha do Agasalho foi uma ação desenvolvida pelo Fundo Social em parceria com as secretarias de Educação, Assistência Social, Esportes e Mobilidade Urbana. A campanha também mobilizou a Defesa Civil, o Tiro de Guerra  e uma empresa transportadora.

Estratégia

Neste ano, foram realizadas duas coletas de roupas, agasalhos e calçados infantis, masculinos e femininos, além de cobertores:  no período de  20 a 24 de junho e  de 25 a 29 de julho, totalizando 24.791 peças.

A  distribuição das peças doadas nos postos de coleta  atendeu a demanda de  entidades e equipamentos públicos (como Vila Dignidade e Centro POP) indicados pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, para os quatro Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), asilos, Hospital Thereza Perlatti e bairros como Vila Ribeiro, Pouso Alegre, Jardim Padre Augusto Sani e Jardim Maria Luiza IV. Também foram realizados dois bazares solidários

 

Solidariedade

Após o sucesso de 2015, como forma de estimular o desenvolvimento dos alunos da rede municipal de ensino e a interação com a Campanha do Agasalho 2016, a parceria entre o Fundo Social de Solidariedade e a Secretaria de Educação foi mantida: foram criados dentro das salas de aula o “cantinho do bem” para desenvolver projetos que estimulassem os alunos a terem o espírito de solidariedade e fraternidade.

O cartaz da campanha deste ano foi o vencedor do concurso de 2015 realizado entre os quartos anos do ensino fundamental da rede municipal, que elegeu o símbolo mais criativo. Foi elaborado pela aluna Emilin Vitória Pereira Nunes, da escola de ensino fundamental (EMEF) “Professor Antonio Waldomiro de Oliveira”, com a frase “os olhares nunca mentem, doe roupa para que todos se esquentem”.

Anúncios