Assinatura da Convenção Coletiva confirma avanços para os calçadistas de Jaú

Calçadistas conquistam reposição da inflação, aumento real na cesta, fim do banco de horas e piso salarial 

 

A nova Convenção Coletiva de Trabalho dos calçadistas foi assinada hoje (segunda, dia 22), confirmando os pontos aprovados na assembleia pelos trabalhadores (as). Assinaram a Convenção pelo Sindicato o presidente Miro Jacintho e o advogado Marcos Fernando Alves Moreira.

Pelo Sindicato da Indústria de Calçados de Jaú (Sindicaçados Jaú) assinaram  o presidente interino Carlos Alberto Castro e o advogado da entidade patronal.

Reposição

Pela convenção, o salário dos calçadistas de Jaú terá reposição de 9,49% e a cesta básica 12,49%, portanto um aumento real de 3% em relação à inflação (9,49%).

Fim horas extras

A Convenção também definiu o fim do banco de horas em todas as empresas calçadistas de Jaú. A categoria conquistou também o piso salarial de R$ 1.000,00.

 

assina01

 

 

Retroativo

As empresas que ainda não fizeram o pagamento com os novos valores terão que pagar retroativo a 1 de julho, data-base da categoria.

Miro comenta que o momento é de comemorar, porém com os pés no chão sabendo que há muito para melhorar nas condições do trabalhador calçadista de Jaú. “Avançamos bastante, mas os desafios não param”, ressalta Miro.

A campanha salarial do Sindicato Calçadista de Jaú integra a Campanha Salarial Unificada da CNTRV/CUT (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo do Vestuário da CUT), fortalecendo as negociações do setor calçadista em todo o Brasil.