Domingo tem manifestação pela democracia, justiça e em defesa de Lula

Domingo, 27 de novembro, é dia de manifestação popular em defesa da democracia, de Lula, dos direitos trabalhistas e sociais e contra a PEC 55, a chamada proposta do fim do mundo.

 A manifestação acontecerá na Avenida Paulista, a partir das 15h, no Vão Livre do MASP (Museu de Arte de São Paulo).

Lula e o ex-presidente do Uruguai, Jose Mujica, já confirmaram presença. Chico Buarque também informa que virá. Outros artistas e lideranças políticas são aguardadas.

A mobilização é uma iniciativa das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, das quais a CUT faz parte. A Central está convocando sua militância e seus sindicatos para o grande ato.

A iniciativa também se insere na campanha “Um Brasil Justo Pra Todos e Pra Lula”, lançada oficialmente no último dia 10, em São Paulo.

“O Brasil vive um momento dramático, e muitos setores da sociedade ainda não perceberam de forma clara, pois a mídia confunde as pessoas. Mas a verdade é que o governo golpista do Temer está preparando uma série de medidas que vai reduzir drasticamente, senão simplesmente acabar, com serviços públicos como saúde e educação, vai eliminar ainda muitos milhões de empregos, pois aposta na recessão, e vai destruir conquistas como os direitos trabalhistas e a Previdência Social”, comenta o presidente da CUT, Vagner Freitas, ao explicar as razões da manifestação.

A defesa de Lula também é uma das bandeiras da mobilização do próximo domingo porque, segundo Vagner, “Lula é maior liderança popular produzida pelo Brasil e, apesar de toda a campanha feita contra ele, o que inclui acusações sem prova e difamações, ele continua sendo esse símbolo de busca por um país justo, que supere as imensas desigualdades sociais que mancham nossa história. Por isso, defendê-lo é proteger o País dos retrocessos sociais, políticos e culturais que a direita usurpadora está impingindo ao povo”.

O presidente da CUT-SP, Douglas Izzo, destaca o caráter formativo e politizador da manifestação. “Estamos vivendo um período de profundos ataques aos direitos e às liberdades democráticas no Brasil. Ao contrário do que foi vendido pelos golpistas, a economia brasileira não se recuperou e passa por um momento grave, com forte retração , elevação do desemprego e queda na renda das famílias. As medidas recessivas anunciadas pelo governo biônico de Temer mostram que a conta recairá sobre a classe trabalhadora e o povo mais pobre deste país. Por isso ocuparemos as ruas neste domingo. Precisamos alertar a população sobre os retrocessos e o ‘Estado Policial’ que se instaurou no Brasil.”

Ato pela democracia, justiça e por Lula

Onde: Vão Livre do MASP

Quando: domingo, dia 27, a partir das 15h

Anúncios