Professores de 27 universidades federais aprovam greve nesta quinta-feira

Professores de 27 universidades federais aprovaram greve a partir de quinta-feira (24) por tempo indeterminado, segundo a Associação Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes). A maioria das instituições é de Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Pernambuco. Outras 17 instituições estão com indicativo de greve e devem votar a participação nos próximos dias.

O ato acontece em estados como Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Pernambuco. Outras universidades devem votar participação na greve nos próximos dias. A Universidade Federal de São Paulo, por exemplo, já decidiu por um indicativo de paralisação para 28 e 29 deste mês.

“A conjuntura política está cada vez mais acirrada, a PEC foi aprovada na Câmara sem discussão nenhuma com a sociedade. Por isso, sentimos a necessidade de ampliar a mobilização contra essas medidas”, disse Eblin Farage, presidente da Andes. De acordo com Eblin, os docentes também são contrários à “forma e conteúdo” que a reforma do ensino médio foi apresentada pelo governo Temer.

De acordo com o último levantamento da Ubes (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas), já são 223 universidades ocupadas no país contra as duas propostas do governo Temer. Além das 393 escolas ocupadas — no fim de outubro o número passava de mil.

Anúncios