Jaú tem pouca procura de vacinação contra HPV

Vacinação em meninos via SUS atinge população com idade de 12 a 13 anos

Apesar da campanha nos meios de comunicação, a vacinação para imunizar contra o HPV meninos de 12 a 13 anos ainda tem pouca procura em Jaú. Desde 3 janeiro, o Calendário Nacional de Vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza a vacina para reduzir a propagação do vírus no País e para proteger as crianças antes do início da vida sexual e, portanto, antes do contato com o vírus. Imunização também será contra meningite C,

Conforme a enfermeira responsável pelo setor de imunização da Vigilância Epidemiológica, Ingrid Matos de Lima Moreira, o SUS distribui a vacina desde 2014 para as meninas. “ Solicitamos que os pais e/ou responsáveis compareçam às unidades básicas de saúde mais próximas de sua residência com seu filho, munido da carteira de vacinação (se houver), para receber a dose da vacina contra o HPV e atualizar outras vacinas faltantes. A procura ainda é baixa”, ressalta.

O esquema vacinal para os meninos contra HPV será de duas doses, com seis meses de intervalo entre elas. A vacina é totalmente segura e aprovada pelo Conselho Consultivo Global sobre Segurança de Vacinas da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Segundo o Ministério da Saúde, a vacina oferece proteção contra quatro subtipos do vírus HPV (6, 11, 16 e 18), com 98% de eficácia para quem segue corretamente o esquema vacinal.

Meningite C

 

Além da vacina contra o HPV para meninos, houve ampliação da vacina contra meningite C para os adolescentes, de ambos os sexos, com o objetivo de reforçar a eficácia da vacina meningocócica C, uma vez que, com o passar dos anos, pode haver diminuição da proteção após a imunização, que acontece na infância. “Atualmente, essa vacina é ofertada no SUS para crianças, aos três, cinco e 12 meses. A expansão da vacina meningocócica C para meninos e meninas de 12 a 13 anos, 11 meses e 29 dias, é aplicada em dose única. É uma vacina importante, pois nessa faixa etária há grande incidência da meningite C”, informa Ingrid.

Conforme o Ministério da Saúde, além de proporcionar proteção aos adolescentes, a ampliação irá proteger indiretamente pessoas não vacinadas em decorrência da diminuição da circulação do vírus.

A meningite, processo inflamatório das meninges – membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal – é uma doença considerada endêmica no Brasil. Em 2015, segundo o Ministério, foram registrados 15,6 mil casos de diferentes tipos em todo o país.

A meningite C é o subtipo mais frequente da doença, e representa cerca de 60% a 70% dos casos de meningite. A doença é considerada grave e de rápida evolução. A vacina é a principal forma de proteção.

 

Serviço

Vacina contra o HPV para meninos de 12 a 13 anos

Vacina contra meningite C para meninos e meninas de 12 a 13 anos

Disponível em todas as unidades básicas de saúde com sala de vacinafuncionante)

Das 7h às 17h

Os pais e/ou responsáveis devem comparecer às unidades básicas de saúde mais próximas de sua residência com seu filho ou filha, munido da carteira de vacinação (se houver)

Anúncios