Somos todos Lula, Fábio, Sandro, Luiz Cláudio, Marcos Cláudio e Lurian

Dirigentes do Ramo Vestuário da CUT se solidarizam com parentes e amigos de Dona Marisa

 Na manhã desta quinta-feira (2), muitos de nós estávamos em atividade sindical quando recebemos a notícia da morte cerebral de Dona Marisa, esposa e companheira de Lula por 43 anos. Imaginamos a dor da família e sobre ela voltamos nossas energias para que Lula e os filhos Fábio, Sandro, Luiz Cláudio, Marcos Cláudio e Lurian, suportem este momento.

Dona Marisa representou a mulher brasileira de forma extraordinária. Com seu jeito simples e a opção pelo silêncio em detrimento dos holofotes, acolheu a missão de acompanhar o marido nos momentos de alegria e de tristeza.

Aos 66 anos, seu corpo respondeu ao que sua voz jamais cedeu. Assim como milhões de mulheres brasileiras, especialmente as que ousam lutar por alguma causa, dona Marisa foi vítima do machismo impregnado na sociedade. Ela discordou do jeito elitizado de ser primeira-dama e se manteve humilde ao lado do presidente brasileiro mais popular da história. Contra ela e sua família, a imprensa brasileira, movida por razões política e econômicas, promoveu uma campanha de ódio jamais vista contra qualquer outro político ou figura pública em qualquer país onde haja democracia e imprensa séria.

A luta de Dona Marisa foi a mesma que move cada um de nós que não concordamos com a miséria, com a desigualdade social, com o racismo, com o machismo, com a homofobia, com o trabalho escravo, com as injustiças contra nossas crianças, nossos idosos, nossos deficientes físicos e todos aqueles que são diariamente humilhados por suas condições de vida.  Dona Marisa permanecerá sempre presente em nossas mentes e corações!

São Paulo, 02 de fevereiro de 2016.

Cida Trajano – Presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores/as no Ramo Vestuário da CUT (CNTRV)

Anúncios