Sindicato dialoga com calçadistas alertando para o fim da aposentadoria

Ação visa conscientizar trabalhadores/as do mal que representa a Reforma da Previdência 

 

Os diretores do Sindicato dos Calçadistas visitaram fábricas nesta segunda dialogando com os calçadistas contra a Reforma da Previdência. Também coletaram assinaturas em um abaixo-assinado contra a Reforma, numa iniciativa do Macrossetor da Indústria da CUT, organização política que engloba os ramos do vestuário, construção civil e madeira, metalúrgico, químico e alimentação. O documento será entregue ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), no próximo dia 14.

 

Os diretores estiveram na Dandara e na Calçados Sevilla. Os/as trabalhadores/as receberam o jornal específico detalhando o que a proposta do governo ilegítimo de Michel Temer (PMDB) pretende tirar de direitos.

JornalCUTreformaprevdencia
Jornal mostra como o governo Temer vai acabar com a aposentadoria

A proposta de Reforma da Previdência prevê aposentadoria aos 65 anos. Conforme estudo do IBGE, 1 entre 5 trabalhadores/as morre antes de atingir esta idade. Atualmente, a Reforma tramita em uma comissão especial da Câmara dos Deputados e Temer pretende aprovar as mudanças ainda no primeiro semestre.

Com a mobilização dos sindicatos e centrais sindicais, como a Central Única dos Trabalhadores (CUT), os/as trabalhadores/as começam a entender as perdas que a proposta impõem à classe trabalhadora.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Anúncios