“Argumento do Governo para “reformar” a Previdência é falso”, , afirma ex-ministro

Em palestra na Uniesp/Bauru, Carlos Eduardo Gabas, ex-ministro da previdência fala em “fim da aposentadoria”

Por: Redação STICJ

Nesta segunda-feira,  29, o ex-ministro da Previdência Social do Brasil, Carlos Eduardo Gabas, fez uma palestra para estudantes de direito, sindicalistas, militantes partidários e advogados, na qual abordou os pontos da proposta governista de Reforma da Previdência. Para Gabas, o argumento  de Michel Temer (PMDB) de que a Previdência Social está falida não é verdadeiro. “Percorro o país dizendo para as pessoas que a Previdência tem problemas que precisam ser corrigidos, mas não é verdade que ela é deficitária. Há uma dívida enorme de grandes empresas e qualquer proposta de mudança precisa ser permeada por um grande trabalho de cobrança”, afirma.

Por vários momentos Gabas afirmou que a criação da idade mínima de 65 anos para homens e mulheres e o fim da aposentadoria rural devolverá a miséria para grande parte dos idosos brasileiros. “Não é possível acreditar que todos e todas conseguirão chegar aos 65 anos com saúde para trabalhar. Para quem chegar não haverá emprego pois o mercado de trabalho é seletivo e costuma não dar oportunidades para os mais velhos”, ressalta.

Fim da aposentadoria

O ex-ministro analisa que o fim da aposentadoria pública é certa caso as reformas da previdência e trabalhista passem pelo Senado. “A reforma trabalhista colocará um número gigante de trabalhares na informalidade, ou seja, sem contribuição para a previdência. Além disso, a juventude será desmotivada a recolher para o INSS. Por outro lado, os bancos já vislumbram a venda de planos privados de aposentadoria que não servem para nada. Os bancos não dão garantia alguma de proteção social pois apenas visam o lucro”, alerta.

Palestra

A palestra faz parte de um ciclo de debates promovido pela Ordem dos Advogados do Brasil, OAB/Bauru, Diretório Municipal do PT/Bauru e Sindicatos filiados à Central Única dos Trabalhadores. O presidente do Sindicato dos Calçadistas de Jaú participou do evento. “Aproveitamos para saber mais sobre a Reforma da Previdência e continuar informando os trabalhadores de Jaú sobre seus perigos. Temos cada vez mais convicção de que esta  reforma é, na verdade,   a destruição da previdência pública”, frisou o sindicalista.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s