Sob o clima de “pode tudo”, várias empresas violam as regras para pagamento do 13.º salário

Sindicato reforça que nada mudou na legislação. Dia 20 de dezembro foi o prazo final para o depósito da segunda parcela

Uma série de denúncias chamou a atenção do Sindicato para o aumento do atraso e até mesmo mudanças ilegais nas formas de pagamento do décimo terceiro no setor calçadista de Jaú. “Além do atraso da primeira parcela que deveria ser paga até o final de novembro, várias empresas decidiram não pagar a segunda parcela no prazo determinado pela legislação e ainda estão propondo novos parcelamentos. Isso é ilegal. As empresas tiverem o ano inteiro para se programarem e agora deixam os trabalhadores sem receber nada”, lamentou o presidente do Sindicato, Miro Jacintho que está visitando as fábricas onde há a irregularidade e exigindo o cumprimento da legislação.

 

Reforma Trabalhista

Para Jacintho, algumas empresas estão agindo impulsionadas pela onda do “pode tudo” promovida pela reforma trabalhista, contudo o sindicalista frisa que nada mudou com relação às regras do décimo terceiro. “O benefício não foi alterado com a nova legislação.  O décimo terceiro continua sendo um direito de todos os trabalhadores e pode ser dividido somente em 2 parcelas, sendo que o prazo para o pagamento da última delas se encerrou nesta quinta-feira, 20”, declarou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s