Homologação: Calote em verbas rescisórias aumentou após reforma trabalhista

Após 1 ano da reforma trabalhista que tirou dos trabalhadores/as o direito da homologação segura (feita na sede do Sindicato com o acompanhamento de um profissional qualificado) as reclamações sobre calotes em verbas rescisórias aumentaram no setor calçadista de Jaú. “Muitos trabalhadores só descobrem que foram prejudicados depois de assinarem os documentos. Por essa razão orientamos todos os demitidos/as a procurarem o Sindicato antes da homologação. Daremos todas as orientações e colocamos nosso departamento jurídico à disposição para eventuais  ações judiciais, caso necessário”, explica Miro Jacintho, presidente do Sindicato.

Ausência de depósitos

Outro problema recorrente no setor  se refere à falta dos depósitos do FGTS e do INSS. “O Sindicato realiza a pesquisa para sócios/as sobre todos os pagamentos feitos ao INSS e orienta os trabalhadores sobre como ficar atento aos depósitos do FGTS”, ressaltou Jacintho.

Confira as principais orientações:

homologaÇÃo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s