#Coronavírus: Sindicato fiscaliza demissões e homologações

Para o presidente do Sindicato, algumas empresas estão se aproveitando do momento para dar calote nas verbas rescisórias

Nesta segunda-feira, 30, o Sindicato fiscalizou demissões em duas empresas de calçados e constatou manobras dos empresários que buscam não pagar verbas rescisórias. Em uma delas, onde os trabalhadores foram avisados da demissão de forma verbal, a empresa, que continuou operando mesmo após o momento crítico da pandemia do coronavírus, alega falta de recursos até mesmo para o pagamento do salário de março, com vencimento no quinto dia útil de abril.

“Se não tinha para quem vender, por que continuou produzindo? Nossa orientação foi para que as empresas estabelecessem banco de horas ou férias coletivas, mas muitas continuam  produzindo, sabendo que não terão pra quem vender os produtos”, indagou Claudemiro Jacintho, presidente do Sindicato.

Miro adianta que a entidade  tomará todas as providências para a garantia do pagamento das verbas rescisórias  e acesso ao saldo do FGTS e Seguro-desemprego, assim que a empresa emitir o Aviso Prévio, que não pode, em nenhuma hipótese, conter data retroativa.

 

Homologação

O Sindicato fiscalizou também uma série de homologações em que uma terceirizada pretendia dar “calote” em pelo menos 50% das verbas rescisórias. Neste caso, os trabalhadores estavam sendo impedidos de anotarem no termo de rescisão contratual, o fato dos pagamentos estarem sendo efetuados de forma incorreta.

Vale lembrar que é preciso anotar na rescisão, caso os valores não correspondam ao que o trabalhador/a tem direito. Só assim, será possível recorrer por vias judiciais.

“Muitas empresas estão se aproveitando do momento para demitir e não pagar os direitos dos trabalhadores. O Sindicato não vai permitir isso e recorrerá à Justiça para o bloqueio de bens e equipamentos para fins de pagamentos das verbas rescisórias. O trabalhador não pode pagar por esta crise”, destaca Jacintho.

 

Procure o Sindicato

A ação sindical é um serviço ainda mais essencial neste momento. Ao perceber qualquer irregularidade, procure o Sindicato imediatamente.

comunique jau

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s