Cilada: Estado de São Paulo lidera os chamados “Acordos de Demissão”. Sindicato orienta calçadistas.

Trata-se de mais uma armadilha da reforma trabalhista que traz prejuízos para os trabalhadores. Por: Redação STICJ. Se o trabalhador/a aderir ao “acordo de demissão”, ao invés de 40%,  recebe 20% da multa sobre o saldo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), 50% do aviso prévio e pode sacar apenas 80% do FGTS. Além disso, não tem direito ao seguro-desemprego. Segundo dados … Continuar lendo Cilada: Estado de São Paulo lidera os chamados “Acordos de Demissão”. Sindicato orienta calçadistas.