Bancas: MEI e trabalhadores informais poderão receber auxílio de R$ 600,00. O mesmo vale para calçadistas desempregados. Confira as regras:

Trabalhadores/as em bancas: Tanto proprietários cadastrados como MEI ou trabalhadores informais (sem registro em carteira) terão direito ao benefício, desde que se enquadrem nas regras abaixo: Ser maior de 18 anos Não possuir renda familiar mensal por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135,00) Não receber nenhum tipo de benefício previdenciário (aposentadoria, … Continuar lendo Bancas: MEI e trabalhadores informais poderão receber auxílio de R$ 600,00. O mesmo vale para calçadistas desempregados. Confira as regras:

#Coronavírus: Sindicato fiscaliza demissões e homologações

Para o presidente do Sindicato, algumas empresas estão se aproveitando do momento para dar calote nas verbas rescisórias Nesta segunda-feira, 30, o Sindicato fiscalizou demissões em duas empresas de calçados e constatou manobras dos empresários que buscam não pagar verbas rescisórias. Em uma delas, onde os trabalhadores foram avisados da demissão de forma verbal, a empresa, que continuou operando mesmo após o momento crítico da … Continuar lendo #Coronavírus: Sindicato fiscaliza demissões e homologações

ATENÇÃO! Você que foi demitido/a por causa da crise do #coronavírus, não assine nada antes de ler essas orientações

Muitas empresas estão demitindo de forma precipitada e irresponsável.  Em muitos casos, elas se utilizam do discurso do coronavírus para não pagar verbas rescisórias. Leia com atenção estas orientações do Sindicato: 1) A empresa é obrigada a pagar as verbas rescisórias? Sim. A empresa é obrigada a pagar (no ato da rescisão) todos os direitos como férias e 13.º proporcionais; multa de 40% sobre o … Continuar lendo ATENÇÃO! Você que foi demitido/a por causa da crise do #coronavírus, não assine nada antes de ler essas orientações

Até o momento, Jaú lidera número de mortes suspeitas pelo coronavírus na região

Cidade tem maior índice que Bauru Uma matéria publicada na edição dessa quarta-feira, 25, no Jornal da Cidade de Bauru, coloca Jaú em número 1 em mortes suspeitas por coronavírus na região. A cidade contabiliza 3 mortes, uma a mais que Bauru, maior cidade da região central do Estado. As mortes de pacientes com sintomas do coronavírus estão sendo analisadas pelo Instituto Adolpho Lutz. Na … Continuar lendo Até o momento, Jaú lidera número de mortes suspeitas pelo coronavírus na região

Sindicato patronal também orienta empresas para que afastem trabalhadores do grupo de risco

Esta e outras medidas estão em post publicado na página oficial do Sindicalçados na segunda-feira, 23 Com o título “Comunicado sobre procedimentos preventivos para o Coronavírus”, o Sindicato que representa as empresas de calçados de Jaú, Sindicalçados, reproduziu uma séria de recomendações para os empresários como forma de minimizar os riscos de contágio nos locais de trabalho. As orientações são de um comitê de gerenciamento … Continuar lendo Sindicato patronal também orienta empresas para que afastem trabalhadores do grupo de risco

Em vídeo direcionado para funcionários, proprietário da Spikes anuncia medidas contra o coronavírus, sem demissões

Um vídeo gravado por um sócio da Spikes, dirigido para os funcionários da empresa, revela um bom exemplo para o enfrentamento da crise causada pela pandemia de coronavírus. O comunicado, distribuído aos funcionários por meio do WhatsApp, afirma que a empresa concedeu licença remunerada para trabalhadores que pertencem ao grupo de risco e segue todas as orientações dos órgãos públicos de saúde e do sindicato … Continuar lendo Em vídeo direcionado para funcionários, proprietário da Spikes anuncia medidas contra o coronavírus, sem demissões

#CORONAVÍRUS: Se fizer parte de algum grupo de risco, calçadista deve informar a empresa

No caso dos trabalhadores que estão em algum dos grupos de risco, como idosos e pessoas com doenças como diabetes, hipertensão, problema cardíaco ou pulmonar, o Sindicato orienta o trabalhador a comunicar ao empregador, provar documentalmente da forma que puder, que se encontra num grupo de risco para que a empresa saiba e faça o que deve ser feito para proteger a vida e a … Continuar lendo #CORONAVÍRUS: Se fizer parte de algum grupo de risco, calçadista deve informar a empresa

Sindicato repudia demissões em massa em fábricas de calçados e alerta para o pagamento das verbas rescisórias

O Sindicato dos Calçadistas de Jaú repudia a atitude de empresas que, por decisão precipitada ou puro oportunismo, estão promovendo demissão em massa. Muitas delas são velhas conhecidas dos trabalhadores por fecharem as portas de tempos em tempos deixando seus funcionários a ver navios sobre as verbas rescisórias e recolhimentos do FGTS e INSS. Colocamos o departamento jurídico do Sindicato à inteira disposição dos demitidos/as … Continuar lendo Sindicato repudia demissões em massa em fábricas de calçados e alerta para o pagamento das verbas rescisórias

Presidente da república defende reabertura das escolas e comércio

PRINCIPAIS PONTOS DO DISCURSO DE BOLSONARO EM REDE NACIONAL NA NOITE DE TERÇA, 24 Bolsonaro criticou o fechamento de escolas e comércio. Ele chegou a questionar o motivo do fechamento de escolas se o grupo de risco principal é formado por idosos. Com isso, o presidente demonstrou total desconhecimento da realidade dos filhos e filhas de trabalhadores que frequentam a escola em meio período e … Continuar lendo Presidente da república defende reabertura das escolas e comércio

Sindicato fará atendimento via WhatsApp

Em respeito aos Decretos da Prefeitura de Jaú e governo de São Paulo que determinam o fechamento de estabelecimentos comerciais não essenciais, com objetivo de evitar a exposição dos trabalhadores a aglomerações, o Sindicato dos Calçadistas suspendeu o atendimento presencial nesta terça-feira, 24, até o dia 5 de abril. Ao mesmo tempo, a entidade informa que o número de WhtasApp (14) 99102-5862 estará à inteira … Continuar lendo Sindicato fará atendimento via WhatsApp